Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘poesia’ Category

Mera meia soquete

Cinta-liga, pochete

Mastigar o chiclete

A velhinha coquete

A careca, o topete

O coxinha, o croquete

A rainha, o valete

o pé com joanete

A madame, o pivete

O beijinho, o bofete

 

Se cair na internet

Vira tudo manchete

Anúncios

Read Full Post »

manhã

Há pouco
abri os olhos
e me deslumbrei:
amanheci.

E tudo amanheceu junto comigo.

Read Full Post »

lágrima

Ela chorou em silêncio. Não deixou escapulir a lágrima e o sal.

Esterilizou a terra.

Read Full Post »

floradas

Plantei A para colher amoras,
florou laranja.
Tentei B para buganvílias,
recolhi lagartos.
Do C esperava cravos,
aqui gerânios.

Com urtiga que brotou do O
preparei unguentos com U
e os espalhei na pele LÊ de lascívia
e de Luzia,
um amor de lá.

Imenso Z de ilusão.

Read Full Post »

bala balão baladeira

Dizer isso
é o que eu queria
favor
não mata essa cria,
o meu amor por você.

 

Nem balear
tu baleia
solta o balão
cospe a bala,
beija essa boca,
te cala
rasga o rancor,
incendeia.

Read Full Post »

lâmina

Precisei arrancar
a frio,
a fórceps,
a lâmina cravada
no coração,
agora mutilado
pela paixão metálica.

Read Full Post »

voar

Acompanho
passarinhos em voo,
decolagem de aviões,
escaravelhos incandescentes,
borboletas em rasantes
por aqui.

Rebentam-me asas.

Read Full Post »

Older Posts »