Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Lançamento O RIO…’ Category

Olha só o email que recebi do Ricardo, a respeito de O Rio…:

Ainda não terminei de ler, mas pelo simples fato de que este livro não é feito para ser lido, mas para ser consultado.
E assim tenho feito, cada  vez consultado um pouco…
Um dia quem sabe tenha lido tudo… e então  terei que voltar ao principio.

Puxa vida, Ricardo! sinta um abraço.

Read Full Post »

Esperei quinze dias, ando assim, deixo tudo para o momento certo. Enquanto isto o rio que corre estrelas ficou em cima da mesa da sala, aquela em frente ao sofá, com a perola, o fio amarelo e a pedrinha verde.

Hoje, domingo, li de uma vez só. Que posso dizer se já sabia que ia gostar antes de ler. Gosto do autor antes do livro, da necessidade de expressão antes da palavra, da beleza da memória antes da criação, especialmente as de infância.

Ocorre que lá pelo meio comecei a ficar surpresa, que o gostar do livro foi ganhando existência para além dos outros gostares. Por fim, tomou vida e existência por sim mesmo. Gostei dele, da prosa poética, do recado do rio. Como sei? Porque ele me aconteceu, não passou como um rio, mas como as pedras do San que ora ou outra são depositadas no chão. Consegui experimenta-lo, prová-lo para além da construção melodiosa das palavras.

A certa altura comecei a discutir com o autor de calças curtas, esquecida de quem era, um pouco pela questão das últimas oportunidades e mortes de mães, um pouco pela quadrilha, um tanto pela característica diáfana da bolha de sabão. Quem sabe?

E por fim olhei o livro de novo, agora mudado para a mesa de cabeceira ao lado do abajur, da caixa de óculos que comprei na Colômbia, da caneca de chá e tantos outros objetos. Este simboliza, do meu ponto de vista, a transmutação, coisa tão necessária nos tempos de hoje, de ontem, de amanhã.

Obrigada meu querido, por esta experiência que me aconteceu.

Com amor,

Cristina

Read Full Post »

O lançamento de ‘O Rio…’, no sábado, foi além de minhas expectativas mais arrojadas; rolou uma grande festa. Compareceram amigos novos e antigos, futuros amigos, e até alguns que só me conheciam através do blog. Senti-me realmente à beira-rio, em dia de sol, cercado por pessoas alegres e dispostas a usufruir do momento; e a gente se divertiu o mais que pôde.

Santa Clara aceitou de bom grado o café que Silvânia preparou bem cedo pra ela e, negando as previsões daqui, só deixou chover depois que juntou todo mundo no porto, digo, na livraria. Eu não sabia nem que Clara gostava tanto de café nem que minha irmã e ela eram íntimas assim, mas, ok, eu não sei de um bocado de coisa e nem por isso elas deixam de acontecer todos os dias.

Mas de uma coisa eu sei: é muito bom celebrar em conjunto uma conquista importante. E quando a gente percebe a reciprocidade do prazer, a disponibilidade de cada um e o bem querer perpassando tudo…hosanas!

‘O rio’ ganhou o seu curso, abandonou a nascente, lá vai ele ali. Fico daqui espiando, mas espiando cada vez mais de longe, deixando- correr, porque, missão cumprida, é hora de voltar a mexer na terra e tentar levantar outra estrada. Eu só acredito em caminho.

Sinta um abraço.

Read Full Post »

Veja:

Ontem recebi o ‘boneco’ de O Rio Que Corre Estrelas, e hoje assinei folha por folha liberando-o, assim, pra entrar em gráfica, o que aconteceu essa tarde.

Você vai gostar de vê-lo. Pequeno, bom de manusear, fácil de levar junto. Almocei com Nanete, a editora que está à frente do projeto. Seu envolvimento e entusiasmo arrefecem qualquer insegurança que vez em quando me acomete, e eu fico todo aceso, pronto pra outros mergulhos ainda. Nanete tem sido fundamental. 

O lançamento será no dia 14 de janeiro de 2012, na Livraria Martins Fontes da Avenida Paulista, à tarde. Reserve um tempinho pra nós. Estaremos no verão, estação propícia para banhos de rio.

Eu volto com novidades.

Grande abraço.

Read Full Post »