Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘A tia’ Category

woodstock

– Que cara é essa, tia?

– Não tenho a menor paciência com essa gente que veio de Woodstock a pé.

E mais não disse.

Read Full Post »

três da tia

‘A bênção, tia!’
‘Deus te dê o céu mas não tenha pressa em te entregar’

Read Full Post »

Refazendo a barra da saia xadrez, sentada na ponta da cama, a tia subiu um palmo no comprimento. Tão logo me viu entrar quarto, levantou os olhos brilhantes:

‘Non habemus papam!’

Read Full Post »

A tia não aguentava mais o chororô de Albertina pela morte de Fulô, seu cachorro, aos 19 anos. Abriu a porta do quarto e falou, lixando as unhas: ‘Jaboti, que vive até os 150, ninguém quer’.

 

 

Read Full Post »

baratas e cupins

A tia, de namorado novo, e gostando.

Quando chegaram do sorvete, a mãe comentou:
‘Ele parece entusiasmado, minha irmã’

Ela passando o polegar pelas unhas:
‘Se cupim não der e barata não roer…’

Read Full Post »

o irmão do padre

A tia bem que tentou namorar o irmão de padre Francisquinho, doido por ela; mas ele usava franja e calçava meia branca, fina, da lupo. Domingo passado, chegando da missa onde estivera com ele, sentou na cadeira de balanço e cruzou as mãos no regaço: ‘Desisto de enfiar fé na misericórdia. Não adianta assoviar quando o boi não quer beber.’

Read Full Post »

pelo santo…

Seu Jesuíno, interessado na tia, foi tomando chegada. A tia cochichou no meu ouvido: ‘Essa alma quer reza’. Ele me entregou o presente: um helicóptero movido à pilha, que girava a hélice e saía por dois segundos do chão. A tia, servindo o suco de pitanga, piscando o olho pra mim: ‘Pelo santo se beija o altar, espia!’.

Ele, encabulado, se dirigindo a ela: ‘Gostou do presentinho?’

‘Quem a boca desse menino beija, a minha adoça, seu Jesuíno’.

E saiu batendo sua rica plumagem.

Read Full Post »

Older Posts »