Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \08\UTC 2013

prisma

Falo de mim, a dor está passando. Já posso descansar a mão sobre o peito e, no calor, derreter as duas pedras do gelo – este peito quente, o sorriso pálido, aquela máscara que se esfacela. É imperativo que se quebre porque me percebo no salão de baile onde já não há música, e estamos asfixiados. A orquestra se retirou sem que eu percebesse, e o que vejo são homens e mulheres debruçados sobre mesas, a baba escorrendo pelo canto da boca, inchaço nos olhos e, no pescoço, colares de serpentinas já amorfos, apenas tiras coloridas de papel barato.

Lá fora, entretanto, amanhece um sol amarelo se insinuando pelas frestas da janela e, tingindo paredes, peles e assoalhos, faz erguer do chão e flutuar entre nós um fulgurante prisma de cristal.

Read Full Post »